Atrações de Capitólio/MG

Capitólio oferece muitos atrativos aos seus visitantes. As cachoeiras formadas por pedras São Tomé, as incríveis águas cristalinas e os canyons do Lago de Furnas fazem da cidade um local de beleza única. Confira os locais que conhecemos durante nossa viagem:

 Cachoeira Lagoa Azul

Foi o primeiro lugar que visitamos em Capitólio e ficamos simplesmente embasbacados com sua beleza!

A cachoeira pode ser acessada pela rodovia ou durante o passeio pelos canyons, já que as embarcações fazem uma parada lá. Nós fomos destas duas formas e com certeza achamos melhor ir por conta, pois você pode ficar o tempo que desejar. Sem contar que, quando todos desembarcam ao mesmo tempo, o local perde um pouco o charme, uma vez que fica lotado!

Entrada: R$25,00/pessoa (preço de abril/2016)

Localização: Rodovia MG-050, Km 311.

Na beira da rodovia você verá o Empório Lagoa Azul. A entrada para a cachoeira é neste local e na propriedade há hospedagem também (chalés). Aliás, quem se hospeda no Lagoa Azul tem acesso livre ao atrativo.

Da rodovia até a cachoeira há uma descidinha considerável, mas o atendente do empório disse que poderíamos descer de carro até lá (paramos no estacionamento dos chalés).

Há uma pequena trilha e alguns lances de degraus de pedra para chegar até o local.

cachoeira lagoa azul capitolio dicas roteiro
Este é o “topo” da cachoeira. Não é possível ver sua queda nesta foto, somente 0 Lago de Furnas ao fundo. A cachoeira deságua no lago.

cachoeira lagoa azul capitolio bar flutuante
Próximo à cachoeira funciona um bar flutuante.

O lugar é espetacular! A piscina natural formada tem água ora com tons de azul, ora verde e dourado e é super cristalina.

Chegamos cedinho e ficamos um tempão com esse paraíso só para nós…

O poço tem partes rasas, mas há alguns pontos de maior profundidade também. Dá para se divertir e relaxar bastante ali.

cachoeira lagoa azul capitolio dicas o que fazer

cachoeira lagoa azul capitolio atraçoes

sapatilhas neoprene calcado cachoeira
Água cristalina! O fundo da cachoeira é composto por esses fragmentos de rochas.

Passeio pelo canyon de Furnas

O Lago de Furnas é a maior extensão de água do Estado de Minas Gerais e um dos maiores lagos artificiais do mundo, por isto é chamado Mar de Minas. Alimentado por nascentes e rios de águas cristalinas, cobre uma superfície de 1.457,48 Km², tendo modificado a paisagem dos trinta e quatro municípios atingidos pela sua inundação, com a criação de praias e desfiladeiros.

O passeio de lancha, chalana ou escuna no Lago de Furnas, sem dúvidas é o mais conhecido.

O tour de chalana pelos canyons tem duração de 3 horas, leva bastante gente (até 110 pessoas) e conta com bar a bordo, música ambiente e sanitários. Dizem que o passeio é bem animado e como é mais lento, pode-se aproveitar bem as paisagens, porém a chalana não pára em algumas cachoeiras, já que alguns trechos dos canyons são mais estreitos. As embarcações saem da Ponte do Rio Turvo (Rodovia MG 050, km 306) e lá mesmo pode-se agendar os passeios. Para mais informações e opiniões, clique aqui e aqui.

Nós queríamos fazer um passeio mais rápido, então fomos de lancha. O caseiro do camping em que estávamos agendou o passeio para nós na Pousada do Rio Turvo, a qual também realiza o tour pelo Lago de Furnas.

Passeio de lancha

Valor por pessoa: R$60,00 (preço de abril/2016). Foram cerca de 10 pessoas.

Roteiro: Vale dos Tucanos, Cascata, Cachoeiras do Canyon e Lagoa Azul

Duração: cerca de 2 horas

pousada do rio turvo passeio lancha lago de furnas
Na Pousada do Rio Turvo aguardando para iniciar o passeio.

Nós adoramos navegar entre os paredões de quase 50 metros de altura, foi emocionante! O condutor ia nos contando mais sobre Furnas e curiosidades durante o trajeto. Fomos no primeiro passeio pela manhã (era uma segunda-feira), havia pouquíssimas lanchas transitando pelo local. Mais tarde começaram a chegar mais embarcações.

Em algumas paradas era permitido mergulhar. Eu pulei da lancha já preparada, achando que ia encontrar água geladíssima, mas fui surpreendida pela temperatura morna, uma delícia!

Na lancha havia coletes salva-vidas e flutuadores tipo macarrão/espaguete para quem desejasse.

lago de furnas passeio lancha capitolio
Entrando no canyon.
passeio lago de furnas capitolio relatos
Cascata.
cascata lago de furnas capitolio lancha
Uma das lindas cachoeiras que descem pelo paredão rochoso.
cascata lago de furnas capitolio
Água morninha!

A última parada foi na Cachoeira Lagoa Azul, a qual nós acessamos desta vez por baixo. Geralmente, paga-se uma taxa para conhecê-la, mas acho que por ser uma segunda-feira não precisamos pagar nada.

Segue abaixo, um pequeno trecho de nosso passeio pelo canyon de Furnas:

 

Mirante do Canyon

É neste mirante que você encontrará a clássica imagem do canyon de Furnas. Nós passamos por lá cerca de três vezes durante a viagem. A visual é espetacular! Só tenha cuidado ao caminhar próximo às beiradas, pois não há grades de proteção.

A entrada é gratuita e o local, fácil de encontrar. Está situado às margens da rodovia MG-050 (Km 312) e possui um grande acostamento em que se pode estacionar.

Há uma leve e pequena trilha a percorrer até chegar ao mirante e diversos pontos de observação.

mirante canyons capitolio estacionamento (1)
Carros parados no acostamento e o início da trilha.
mirante canyon capitolio cachoeiras (1)
De costas para o estacionamento, ao lado esquerdo, há uma trilha estreita que leva a uma cascata.
mirante canion capitolio trilha 1
O Mar de Minas à frente.

Uma dica: Para não pegar o lago sombreado pelo paredão rochoso, vá ao mirante por volta do meio-dia. O sol é de rachar o coco, mas a água fica muito mais verdinha! Dá uma olhada na diferença:

mirante canyons capitolio (1)
Fizemos esta foto à tarde… havia sombra no lago.
Lago de furnas capitolio minas gerais canyon dicas
Foto feita ao meio-dia e céu aberto.

 

Trilha do Sol

Consideramos um passeio imperdível! É um local muito bonito com trilhas que levam a cachoeiras e piscinas naturais com água cristalina. O percurso não é extenso, mas não há quase nada de sombra durante o caminho, vá preparado. Leve bastante água, pois após o restaurante localizado na entrada, não há nenhuma venda.

As trilhas são autoguiadas e exigem moderado esforço físico (algumas partes do trajeto são íngremes). Só é necessário ter cuidado em alguns trechos, como escadas de pedra ou locais escorregadios. Vá com roupas leves e tênis.

Entrada: R$30,00/pessoa (preço de abril/2016). Há estacionamento.

Localização: Rodovia MG-050, Km 304.

No local também funciona uma pousada e restaurante, clique aqui para mais informações.

trilha do sol capitolio dicas relatos
Estradinha de terra que leva até à propriedade.

Nós fomos cedinho para aproveitar bem o dia e explorar todos os lugares. Começamos a trilha por volta das 8h e terminamos às 16h. Ficamos um bom tempo em cada parada.

Um guia do local foi conosco até o início da trilha e nos explicou como era o percurso e em quais lugares passaríamos. Ficamos meio apreensivos, pois com certeza não lembraríamos de tudo, mas é bem tranquilo, há placas e trilhas demarcadas.

trilha do sol capitolio relatos
Início da trilha. Placas indicam a direção dos atrativos. Um fato que achei muito bacana é que há identificação de diversas árvores pelo caminho.
trilha do sol capitolio no limite escorregador de pedra
Chegando à primeira parada: Escorregador de Pedra e No limite.

Da trilha você já enxerga o poço de águas cristalinas. O lugar é tão lindo que não dá vontade de ir embora… mas já adianto: as próximas paradas também são incríveis!

trilha do sol capitolio no limite escorregador de pedra dicas

capitolio trilha do sol no limite escorregador de pedra

trilha do sol capitolio relatos roteiro dicas
A água proveniente do poço passa por um corredor e segue em cascata até o canyon à frente.
trilha do sol capitolio roteiro
Na parte de cima do poço há uma piscina natural.
trilha do sol capitolio piscina natural
Ali no meio é mais fundo!
trilha do sol capitolio 2
Pegamos a trilha novamente em direção à próxima atração: Cachoeira do Grito.
sempre viva cerrado
Sempre-viva ou Chuveirinho, típica do cerrado.

Para chegar à Cachoeira do Grito, deve-se descer alguns lances de escada de pedra. O local também é maravilhoso, logo no início você se depara com uma piscina natural. Muitos peixinhos curiosos vêm até à beira quando você se aproxima.

cachoeira do grito trilha do sol capitolio 2
Piscina natural.
peixinhos trilha do sol capitolio
Peixinhos curiosos.
cachoeira do grito trilha do sol capitolio dicas
A água corre da piscina até lá embaixo, dando origem à Cachoeira do Grito.
poço cachoeira do grito vista do alto trilha do sol capitolio
Vista para o poço da Cachoeira do Grito. Que coisa mais linda!

Para descer até o poço, há uma pequena trilha do lado esquerdo. Ela é íngreme e estreita, desça com cuidado segurando nos cabos existentes.

Diz-se que a cachoeira tem esse nome, pois toda pessoa que se banha em suas águas, deixa as superstições e medos para trás dando um grito bem forte que ecoa por todo o riacho…

Gritando ou não, certamente você sairá renovado dali. 🙂

cachoeira do grito trilha do sol capitolio fotos
A bela Cachoeira do Grito.

A próxima parada foi no Poço Dourado. A trilha até a cachoeira é muito legal! Você vai caminhando pelo canyon com água acima dos joelhos em alguns trechos.

trilha do sol capitolio naturismo
Em uma parte da propriedade há um espaço reservado ao Naturismo. Mas não chegamos a passar por lá… rs.
poço dourado trilha do sol capitolio
Poço Dourado. Caminhando para o lado direito chega-se à área reservada ao Naturismo.
trilha poço dourado trilha do sol capitolio 2
A trilha para a cachoeira começa após esta cascatinha.

 

cachoeira poço dourado trilha do sol capitolio
A trilha parece até cenário de filme.
trilha do sol cachoeira poço dourado capitolio
Muito verde pelo caminho.

Chegando próximo à cachoeira, você verá inúmeras pedras empilhadas no paredão rochoso.

pedras empilhadas cachoeira
Pedras empilhadas.

A Cachoeira do Poço Dourado fica no final da trilha, o local transmite uma paz imensa!

cachoeira poço dourado trilha do sol capitolio roteiro
Cachoeira do Poço Dourado.

E esta foi nossa última parada. Nós curtimos demais a Trilha do Sol, fomos surpreendidos pela natureza exuberante do local!

Paraíso Perdido

Pesquisando sobre Capitólio li muitos comentários positivos sobre o local. É realmente muito bonito, porém, acredito que fomos com muita expectativa e acabamos nos decepcionando um pouco.

Há 8 quedas d’água na propriedade, porém nós conseguimos ver apenas três. As restantes são de difícil acesso, deve-se caminhar por uma trilha estreita no paredão rochoso, sem cordas para segurar. Nós achamos muito arriscado, então não fomos conhecer as outras quedas d’água.

Como em muitos lugares de Capitólio, as águas correm sobre pedras de quartzito e alguns locais são bem escorregadios.

As trilhas são autoguiadas e orienta-se por pegadas pintadas nas rochas. Se desejar, há guia disponível mediante pagamento à parte.

Em dias chuvosos, o passeio nas cachoeiras é interrompido devido às perigosas trombas d’água que se formam rapidamente.

Endereço: o Paraíso Perdido está localizado no município de São João Batista do Glória -MG.  Deve-se pegar a rodovia municipal SBG 387 Km 4,5, cuja entrada é pelo Km 321 da MG-050 entre Passos e Capitólio. A estradinha de terra até lá não é das melhores.

Entrada: R$35,00/pessoa (preço de abril/2016).

Horário de funcionamento: das 8:00h às 18:00h.

No local há estacionamento, banheiros/vestiários, restaurante e lanchonete (abertos nos fins de semana e feriados, além de funcionar um camping e pequenas cabanas para locação.

paraiso perdido capitolio sao joao batista do gloria relatos
Os poços formados pelas cachoeiras e quedas d’água são bem amplos e têm grande profundidade.
paraiso perdido capitolio relatos viagem
Pegadas nas rochas indicam a direção.
trilhas paraiso perdido capitolio relatos
Este trecho escorrega bastante, mas há uma corda para auxiliar a passagem.

trilhas paraiso perdido capitolio

cachoeira paraiso perdido capitolio
Esta foi a cachoeira que mais gostei! Os paredões ao redor tornam o local especialmente belo.
cachoeira paraiso perdido capitolio relatos
Ao lado direito há uma gruta. O poço é bem fundo.

Na foto abaixo, vê-se a trilha estreita percorrida no paredão para alcançar as próximas cachoeiras. Conversamos com algumas pessoas que foram e nos disseram que chegaram a mais duas quedas d’água apenas. Pelo que disseram, as outras são de difícil acesso, tendo que escalar pedras altas e escorregadias.

trilhas paraiso perdido capitolio cachoeiras
Para conhecer outras cachoeiras deve-se caminhar pelo paredão, mas não há cordas para segurar.

paraiso perdido capitolio passeio atraçoes

Como podem ver, o local é muito bonito, nós só nos decepcionamos por conta do acesso difícil às outras quedas d’água.

Cachoeira Diquadinha (ou Dicadinha)

 A cachoeira é linda e possui várias quedas e poços de água natural e cristalina.

Entrada: gratuita

Endereço: localizada às margens da MG-050, próximo ao Mirante dos Canyons (do outro lado da rodovia). Deixamos o carro estacionado no acostamento do mirante.

Há uma entradinha onde termina o guard rail da rodovia. Uma pequena trilha o leva até a cachoeira.

cachoeira diquadinha dicadinha capitolio dicas 2
Diquadinha vista da trilha.

cachoeira diquadinha dicadinha capitolio relatos viagem (1)

Subindo os degraus da cascata acima, chega-se à primeira queda, bem parecida a esta.

cachoeira diquadinha dicadinha capitolio dicas passeio (1)
A água corre por uma grande extensão formando vários poços pelo caminho.
cachoeira diquadinha dicadinha capitolio rodovia (1)
A cachoeira fica próximo à rodovia MG-050.

 

Cachoeira do Filó

A cachoeira está localizada em São João Batista do Glória, às margens da rodovia MG-050. É muito bonita e possui um poço enorme, ótimo para nadar.

Há um acostamento onde todos deixam o carro estacionado, porém, após nossa visita, ouvimos relatos de que muitos assaltos têm ocorrido por lá. De fato, lembro que nos sentimos um pouco inseguros, pois o local é meio afastado e até chegar à cachoeira deve-se descer uma trilha. O caminho é curto, mas um pouco fechado pela vegetação.

Entrada: gratuita

Endereço: rodovia MG-050, Km 300 – São João Batista do Glória (caminho para o Paraíso Perdido).

cachoeira do filo gratuita capitolio dicas (1)
Cachoeira do Filó vista do alto da trilha.

cachoeira do filo capitolio dicas relatos viagem (1)

 

cachoeira do filo peixinhos capitolio (1)
Muitos peixinhos vêm nadar ao seu redor.

Quando nós chegamos não havia ninguém na cachoeira, apesar de ter alguns carros estacionados no acostamento. Depois de um tempo começou a chegar mais gente e aí ficamos mais tranquilos. Em todo o caso, acho que não vale à pena o risco, não é?! Se tivéssemos esta informação antes não teríamos ido. Uma pena ser perigoso, pois o lugar é lindo!

Cachoeira Fecho da Serra ou Cachoeira do Turvo

Esta cachoeira, gratuita, fica um pouco afastada e é menos procurada. Possui o maior volume de água do município de Capitólio e uma queda de aproximadamente 30 metros.

Nós a visitamos após o passeio de lancha nos canyons, já que o caminho era continuação da estrada da Pousada do Rio Turvo (fizemos o passeio com o pessoal de lá).

A estrada de terra que leva até a cachoeira (cerca de 6km) não é das melhores, estreita e cheia de buracos. Por outro lado, a paisagem que se vê durante o trajeto acaba amenizando o “sofrimento”: os paredões de mais de 100 metros do vale do Fecho da Serra são maravilhosos!

cachoeira fecho da serra capitolio caminho estrada (1)

cachoeira fecho da serra capitolio dicas (1)

Você passará por uma porteira (pode abrir), por uma escolinha abandonada, seguindo em frente até onde a estrada acaba. Nós estacionamos o carro e seguimos à pé por uma pequena trilha que leva até a cachoeira.

cachoeira fecho da serra capitolio cachoeiras gratuitas (1)
Cachoeira Fecho da Serra. Seu poço (não aparece na foto) é grande.
cachoeira fecho da serra capitolio relatos (1)
A água não é tão cristalina quanto a das outras cachoeiras.

Usina Hidrelétrica de Furnas

Furnas foi criada com o objetivo de sanar a crise energética que ameaçava o país na década de 50. Implantada em 1958, foi a primeira hidrelétrica de grande porte do Brasil, com capacidade de 1.216 MW.

O reservatório, um dos maiores do Brasil, com 1.440 km² e 3.500 km de perímetro, banha 34 municípios de Minas Gerais.

Nós visitamos o local na volta do Paraíso Perdido. O passeio é rápido, há um pequeno, mas bonito jardim logo na entrada e alguns mirantes.

usina hidreletrica de furnas capitolio passeio (1)

usina hidreletrica de furnas capitolio jardim (1)

usina hidreletrica de furnas capitolio (1)

usina hidreletrica de furnas capitolio detalhes (1)

usina hidreletrica de furnas capitolio relatos (1)

usina hidreletrica de furnas capitolio relatos viagem (1)

Um alerta importante quanto às cachoeiras!

Se chover, saia imediatamente da cachoeira e arredores. Quando chove na cabeceira, perigosas trombas d’água se formam rapidamente. O fluxo de água torna-se muito forte e arrasta tudo o que estiver na frente.

Atrações que não conhecemos

Cascata Eco Parque: local muito bonito, possui canyons, belas cascatas e piscinas naturais com água cristalina.

Está localizado em São João Batista Do Glória às margens da rodovia MG 050, km 315,5. Conta com estrutura de bar com porções e bebidas, som ambiente, camping, hostel, vestiários, churrasqueiras, caiaques e canoas canadenses.

Paraíso Proibido: Além da área do Paraíso Perdido, na mesma estrada a cerca de 30 minutos de caminhada chega-se a um lugar chamado Retiro, também conhecido como Paraíso Proibido. A propriedade é particular e o dono cobra uma taxa para visitação.

◊♦◊

E assim foi nossa viagem à Capitólio! Nós adoramos e recomendamos muito para quem gosta de estar em contato com a natureza e de belas paisagens!

Depois de Capitólio nós seguimos para o próximo destino: Serra da Canastra! Outro lugar maravilhoso que transmite muita paz. Vale à pena conferir!

Anúncios

16 comentários

  1. Amiga, não sei nem o que dizer, porque é maravilhoso!!
    As palavras, não expressam a beleza desse lugar.
    Ah que demais, esses Canyons, as cachoeiras, a vista, nossa….tudo!!
    E te entendo, às vezes, vamos com tanta expectativa, e acabamos nos decepcionando um pouco, mas olha, nos que vocês foram, é lindo demais.
    Ah meu Deus, eu tb quero ir!! kkkk
    Parabéns amiga pela viagem e por compartilhar com a gente.
    Se eu for lá, vou seguir suas dicas!!
    Ah, boa as sapatilhas né, precisávamos de uma dessa, lá no Mar Vermelho, no Egito, muitas pedrinhas pequenininhas, aff doía o pé rsrs.
    Bjo
    renovandoacasasempre.blogspot.com.br

    Curtir

    • Lugar lindo demais, né?!
      Eu imaginava a beleza, mas ver tudo ao vivo é uma emoção sem tamanho!
      Pois é, nós que gostamos de explorar e aproveitar bem os lugares, ficamos decepcionados…
      Obrigada por acompanhar e vá sim, o lugar é demais!
      Nossa, essas sapatilhas já viraram item essencial. Entrávamos super sossegados nas cachoeiras!
      Beijooo

      Curtir

    • Olá, Alexandro! Obrigada!
      Para a Trilha do Sol sugiro reservar a manhã e parte da tarde, isso se você quiser curtir o lugar com calma…
      No Paraíso Perdido, como não conseguimos conhecer todas as cachoeiras, acabamos indo embora por volta do meio dia.

      Curtir

    • Olá, Viviane!
      Acho que o local mais tranquilo é a Cachoeira Lagoa Azul. Nós fomos num dia de semana e bem cedo, não tinha ninguém. Mais tarde começam a chegar as lanchas e chalanas e aí fica lotado!
      Ah e deve-se tomar cuidado com os degraus de pedra para chegar até a cachoeira.
      Espero ter ajudado!

      Curtir

  2. Olá, sou do Blog de Viagens Aprontando as Malas e queria uma informação, esta área da Usina fica aberta a visitação? Estou indo pra Capitolio em Fevereiro e montando meu roteiro. Achou um passeio válido? legal? Obrigada, Bjs

    Curtir

    • Olá, Gisele. Tudo bem?
      A área ao redor da Usina fica aberta sim. Eu achei válido sim, apesar de só ver por fora. É um passeio rápido e, se vc for ao Paraíso Perdido, fica no caminho (nós passamos na volta).
      Agora, se seu tempo for curto, acredito que ir exclusivamente lá talvez não seja tão interessante, a não ser que curta muito obras de engenharia (meu marido adora rs).
      Beijos

      Curtir

  3. Olá, essa botinha que parece uma meia que aparece em uma das fotos, são de vocês ou alugava no local? Se souberem as especificações e puderem fala, seria ótimo. Obrigada!

    Curtir

    • Olá, Cibele!
      Desculpe a demora da resposta, estava viajando.
      Já vi algumas empresas que fazem excursão para lá, mas acho que não levam para todos os locais que visitamos. Digite “excursão para Capitólio” no Google que encontrará algumas empresas.
      Abraços

      Curtir

  4. Excelente post!
    Estou indo no final de outubro para Capitólio, porém terei somente 2 dias no destino. Com isso terei que escolher as melhores atrações.
    Gostaria de saber sua opinião! Entre o Paraíso Perdido e a trilha do Sol, qual é mais bonito e vale mais a pena?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s