Cartagena de Indias – Colômbia (Dicas Gerais)

Viagem realizada em março/2016

No mês de março, fui com meu marido, meus pais e minha irmã, conhecer a ciudad amurallada, a envolvente e encantadora Cartagena!

cartagena colombia ciudad amurallada cidade amuralhada roteiro
“Bastou dar um passo dentro da muralha para vê-la em toda sua grandeza à luz violeta das seis da tarde, e não pude reprimir o sentimento de ter voltado a nascer” – Gabriel García Márquez.

UM POUCO DE SUA HISTÓRIA

Cartagena de Indias é uma cidade do litoral norte da Colômbia, banhada pelo Mar do Caribe.

cartagena mapa

Foi fundada em 1533 pelo espanhol Pedro de Heredia para apoiar a exploração do ouro e, devido ao fato de sua baía ser protegida das fortes ondas do Mar do Caribe, Cartagena se tornou um importante porto para a coroa espanhola. Todas as riquezas obtidas (os tesouros do Novo Mundo), eram armazenadas na cidade para depois serem enviadas à Espanha.

Por este motivo, Cartagena sempre foi muito visada, tornando-se alvo de vários ataques de piratas, ingleses e franceses. A cidade foi diversas vezes saqueada e praticamente destruída. Foi então que a monarquia espanhola mandou protegê-la com fortes.

Durante vários séculos foram construídos os 11 km de muralhas que cercam o centro histórico, o Castillo San Felipe de Barajas e os fortes que guardam a baía de Bocachica.

muralhas cartagena o que fazer roteiro
Muralhas que protegiam a cidade.

Em 1811, Cartagena declarou sua independência da Espanha. Porém, a coroa espanhola envia uma frota para tentar recuperar algumas de suas colônias. Os cartageneros, para se defender, utilizaram as mesmas defesas construídas pelos espanhóis. Estes não conseguiram entrar na cidade, mas a bloquearam, barrando a entrada de suprimentos para a população.

Assim, milhares de pessoas morreram de fome, sede e doenças. Cartagena aguentou por cem dias, até que os poucos habitantes, já muito enfraquecidos, se renderam aos espanhóis.  Os líderes que lutaram pela independência foram executados.

Após a libertação definitiva de Cartagena em 1819, Simón Bolívar nomeou-a “La Heroica“, por resistir tão bravamente a reconquista espanhola.

Em 1984, foi declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO.

PASSAPORTE, VISTO E VACINA

A Colômbia não exige visto e nem passaporte para brasileiros que viajam a turismo. É possível entrar no país portando apenas um RG original em boas condições (melhor se for emitido a menos de 10 anos, para evitar problemas no embarque). Também não é necessário o Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela. Nós levamos o nosso por precaução (“vai que…”), mas realmente não foi solicitado.

Atenção para as conexões: A Copa Airlines, por exemplo, faz conexão no Panamá e lá exigem o passaporte. Sim, mesmo que seja somente conexão. A vacinação contra febre amarela não é necessária.

É importante salientar que as documentações obrigatórias podem mudar com o passar do tempo, então é imprescindível buscar informações atualizadas antes da viagem.

NOSSO VOO

Saímos do aeroporto de Guarulhos pela manhã e cerca de 6 horas depois chegamos em Bogotá para fazer a conexão (não há voos diretos para Cartagena partindo do Brasil). Todos os trâmites no aeroporto El Dorado foram rápidos e algum tempo depois já estávamos embarcando para o destino final. Voamos com a companhia colombiana Avianca, foi tudo tranquilo!

Quando estava pesquisando os preços das passagens, vi algumas conexões com tempo de espera de cerca de 1h30, muito curto. O aeroporto El Dorado é enorme e do desembarque até o portão do voo à Cartagena foi uma caminhadinha (fora todo o procedimento), então sugiro escolher um tempo de espera mais longo. Antes esperar um pouco a perder o voo, não é?! Já passamos por esse sufoco uma vez quando nosso primeiro voo atrasou.

vista bogota aviao
Chegando em Bogotá.

O voo de Bogotá para Cartagena é rápido, teve duração de aproximadamente 1h30. Ao desembarcar no Aeroporto Internacional Rafael Núñez você já sente a “quentura” do lugar… rs.

No aeroporto de Cartagena, após sair da área de desembarque, à sua esquerda há um guichê de táxis credenciados. Você não precisa negociar o preço com o motorista (os táxis não têm taxímetro), é só passar à atendente o endereço do local em que ficará hospedado e ela te informará o valor referente ao trajeto. Aí é só entregar o ticket ao motorista. Como estávamos em 5 pessoas e não havia carros grandes, nos dividimos e pegamos dois táxis. Cada carro ficou em 10.000 COP do aeroporto até o hotel, localizado no bairro Getsemani.

CLIMA e QUANDO IR À CARTAGENA

Em Cartagena faz calor o ano todo! É quente e úmido, com temperatura média em torno dos 27ºC, mas a sensação térmica é mais elevada. À noite venta mais, ficando mais fresco.

Como a maioria dos passeios é feito ao ar livre, creio que a melhor época para visitar a cidade seja entre dezembro e abril, meses em que quase não chove. A partir de maio, começa o período chuvoso e se estende até novembro, sendo outubro o mês de maior precipitação.

Cartagena recebe turistas o ano inteiro, praticamente não há baixa temporada por lá. Mas os meses que compreendem as férias (dezembro, janeiro e julho) costumam ser mais movimentados.

CÂMBIO

Trocamos alguns dólares pela moeda local, pesos colombianos (COP), no aeroporto de Cartagena, somente para poder pagar o táxi. Não me lembro o valor exato, mas a cotação estava bem baixa: 1 USD = 2.900 COP, aproximadamente. Tinha lido alguns dias antes que a cotação estava melhor dentro da cidade amuralhada, mas também li que no aeroporto de Bogotá a cotação costuma ser melhor (não trocamos lá, pois nosso tempo de conexão não era tão longo).

Não usamos cartão de crédito, mas mesmo assim habilitamos para uso internacional (o famoso “vai que…”). Levamos um cartão travel money que continha um resíduo de uma outra viagem e passamos num supermercado e em um restaurante.

Para todas as despesas só levamos dólares (cash) e trocamos dentro da cidade amuralhada conforme a necessidade. A maioria das casas de câmbio se localiza próximo ao Portal de los Dulces. Pesquise antes de trocar dinheiro, pois a cotação pode variar bastante, mesmo uma casa estando ao lado da outra.

Em uma delas perguntei se havia possibilidade de melhorar a cotação se trocássemos um valor mais alto e a resposta foi positiva. Algumas lojas batem um carimbo em todas as notas como forma de “garantia” para você, mas não tivemos problema de notas falsas mesmo nas casas que não carimbavam.

Durante a nossa estadia houve um feriado nacional. Um dia antes a cotação já tinha caído consideravelmente e, no dia do feriado, piorou (e muitas casas de câmbio não abriram). Portanto, atente-se a isto também.

 TÁXIS

Como os táxis em Cartagena não têm taxímetro, você tem que negociar o preço com o motorista, então seria legal dar uma pesquisada nos valores dos percursos para se ter uma ideia. No geral, os preços das corridas são baixos.

Nós só precisamos utilizar este transporte algumas vezes, já que no centro histórico pode-se fazer tudo a pé. Não tivemos problemas. Li relatos de pessoas que passaram por “desentendimentos” com taxistas devido à pronúncia dos valores, do tipo confundir seis com cem. Na dúvida, escreva! rs.

QUAL BAIRRO ESCOLHER?

Acho a escolha do local e tipo de hospedagem algo bem pessoal, depende do estilo de cada viajante. Mas cada bairro tem algumas características que podem auxiliar na escolha:

Cidade amuralhada (centro histórico): a parte histórica da cidade tem hotéis e hostels para todos os gostos e bolsos, mas geralmente são mais caros. Tanto os hotéis luxuosos quanto as hospedagens mais simples foram instalados em construções históricas, muito bacana para quem deseja curtir a atmosfera antiga de Cartagena. Por outro lado, por se tratar de instalações antigas e nem sempre passíveis de grandes reformas, pode haver algumas limitações em algumas hospedagens. Os bairros da cidade murada que concentram grande parte dos hotéis e que têm melhor localização são Centro e San Diego.

Getsemani: Apesar de fazer parte dos bairros da cidade amuralhada, Getsemani se encontra fora do centro histórico e geralmente concentra hospedagens mais baratas. É um bairro menos turístico e humilde, onde mora uma boa parte da população. Há pequenos restaurantes com comida caseira, padarias, mercadinhos. Getsemani é conhecido por ser um bairro boêmio. Ali se encontram muitos bares e o famoso Café Havana (animada casa de salsa). O bairro divide opiniões: há pessoas que adoraram a estadia por lá pela possibilidade de um contato maior com o povo, com a realidade local e seu cotidiano. Já outras, sentiram-se inseguras. Nós nos hospedamos ali, porém o hotel era bem próximo à cidade murada, no início do bairro, de forma que não o conhecemos muito.

Bocagrande: É o moderno bairro de Cartagena, conhecido como a Miami Beach colombiana devido à grande quantidade de arranha-céus presentes à beira-mar. Um dos hotéis localizados nesta região é o Hilton. Muitas pessoas preferem este bairro devido às acomodações mais modernas, pela possibilidade de se hospedar com vista para o mar e também a proximidade a shoppings e supermercados. Este bairro não é muito longe do centro histórico, porém é necessário táxi para chegar até lá (cerca de 10.000 COP e uns dez minutos distante de carro). Vale ressaltar que as praias continentais não são bonitas como as localizadas nas ilhas.

NOSSA HOSPEDAGEM

Nós ficamos hospedados no Hotel San Felipe (reservamos pelo Booking.com), localizado no bairro Getsemani. É um hotel bem simples e falando francamente, não é bonito, porém o consideramos um ótimo custo-benefício.

Fica bem próximo à cidade amuralhada, menos de 10 minutos caminhando até a Torre del Reloj, que é a entrada principal.

hotel san felipe plaza cartagena
Foto retirada do Booking.com. Ao que parece, o hotel está passando por reformas internas e externas já faz alguns meses. A fachada não está com a pintura bonita como na foto, mas não houve nenhum aborrecimento por conta desta reforma.

O hotel possui três andares, há elevador e Wi-Fi gratuito com boa conexão. Não há cofre no quarto, mas eles disponibilizam em outro local (não utilizamos).

Um funcionário nos informou que os hóspedes de lá poderiam utilizar a piscina de um determinado hotel que eu não me lembro o nome.

Os quartos são bem amplos, estavam limpos (a limpeza e troca das toalhas é diária) e o ar condicionado, item essencial em Cartagena, funcionou bem. Meus pais tiveram problema com o aparelho no quarto deles, o qual parou de funcionar. Avisamos na recepção e, como não conseguiram consertar no mesmo dia, disponibilizaram outra acomodação para eles.

A televisão é de tubo, não costumamos assistir TV em viagens, mas um dia ligamos para ver como eram os programas e… era péssima! rs. Não pegava muito bem e havia poucos canais.

A tomada do quarto era de dois pinos chatos (tipo A), 110v e no quarto dos meus pais só havia uma tomada.

Nós ficamos nos quartos dos fundos, não há nenhuma vista bonita, mas são silenciosos (li que os da frente são meio barulhentos por conta da rua movimentada). As cortinas não bloqueiam a luminosidade, então o quarto fica claro logo cedo. Isso não nos incomodou, mas vi que é uma das reclamações constantes.

quarto hotel san felipe cartagena roteiro de viagem relatos
Em nosso quarto havia duas camas de casal.

Não há frigobar, porém deixam uma garrafa térmica que você pode encher no bebedouro presente no corredor.

Um fato que pode assustar muita gente é que neste hotel e em muitos outros que pesquisei, não há chuveiro com água quente. Lá faz tanto calor que a água sai naturalmente morna.

banheiro hotel san felipe cartagena opiniao viagem relatos

O café da manhã é servido a partir das 8h. No buffet havia frutas, diferentes tipos de pães, frituras típicas, ovos mexidos, café, leite, iogurte natural e dois tipos de suco. Outro fato diferente é que neste hotel são os funcionários que te servem, você vai falando o que deseja e eles vão colocando em seu prato.

cafe da manha hotel san felipe cartagena relatos viagem roteiro
Salão de café da manhã do Hotel San Felipe.

Os funcionários do hotel são muito simpáticos e prestativos. A gerente Maria Claudia está quase sempre presente na recepção e te auxilia em várias questões, como sugestões de passeios, traslados, dúvidas em geral. Ela é super prática e nos ajudou bastante.

Diariamente, fizemos o percurso a pé do hotel à cidade amuralhada. Na primeira noite ficamos um pouco apreensivos, pois voltávamos tarde e a rua estava sempre vazia. Nos outros dias foi mais tranquilo e no final, tudo correu bem.

QUANTOS DIAS FICAR?

Nós ficamos 6 dias inteiros, pois queríamos conhecer as coisas com calma, sem correria. E também dormimos uma noite em uma das ilhas, o que já consumiu dois dias.

Creio que com 3 dias inteiros é possível conhecer bastante coisa e, se desejar visitar as belas ilhas, é possível fazer passeio de um dia (mas aí seria melhor ficar 4 dias na cidade).

O QUE FAZER EM CARTAGENA

Cartagena é um destino super bacana, pois pode-se fazer diversos passeios interessantes na cidade e também curtir a natureza em praias paradisíacas. O povo é muito alegre e educado, nos sentimos muito bem vindos em sua terra.

No centro histórico

A estrela principal de Cartagena é a cidade amuralhada. É lá que se encontra toda a magia do lugar e a maioria dos atrativos. Além das belas construções coloniais com seus charmosos balcões floridos, há igrejas com fachadas imponentes, museus, um belo teatro, praças, diversos restaurantes e claro, muita história que emana de cada canto da cidade.

Fora do centro histórico

Pode-se visitar o Castillo San Felipe de Barajas, o Convento de la Popa e fazer o diferente passeio ao Vulcão de Totumo (nós não conhecemos), um pequeno vulcão onde as pessoas podem entrar e tomar banho de lama. A lama é densa, então você não consegue afundar. O local não é muito perto, cerca de 1h30 de Cartagena e no pacote, normalmente há almoço incluso, sendo necessário reservar um dia para este passeio.

Passeio às ilhas

Nós não fizemos os passeios tradicionais de um dia, os quais levam a famosa Playa Blanca e Oceanário ou outras praias e ilhas. Nós fomos por conta à Isla Grande e passamos uma noite na ilha, relato que farei mais adiante.

TOURS POR CARTAGENA

Tour guiado a pé privado ou em grupos: você pode encontrar “guias” por todo o centro histórico para fazer um walking tour, mas para contratar guias credenciados, dirija-se a alguma agência ou peça auxílio no posto de apoio ao turista na Plaza de la Aduana.

Tour privado com carro: não fizemos este tour, mas li boas recomendações de uma agência no site Tripadvisor. Além do centro histórico, a agência faz tour para o Convento de la Popa, Castillo San Felipe de Barajas e também ao Vulcão de Totumo. Para mais informações, clique aqui.

City tour com chiva: é um caminhão transformado em ônibus, bem colorido e sem janelas que pode ser visto em diversos locais, principalmente nos pontos turísticos. As chivas fazem passeio tipo excursão e, geralmente, vão ao Castillo San Felipe de Barajas, Zapatos Viejos e Convento de la Popa. É mais demorado, pois levam muitos turistas. Há chivas que partem do bairro Bocagrande ou próximo à Torre del Reloj. À noite, pode ser feito o chiva rumbera, um animado passeio ao som de rumba caribenha e regado à rum

City tour no ônibus vermelho: o tour é feito em um ônibus de dois andares, o chamado hop-on/hop-off, presente em algumas cidades do mundo, e que percorre um circuito de atrações turísticas, passando em intervalos determinados. Você pode descer onde quiser (são 15 paradas no total) e ficar no local o tempo que desejar. O bilhete vale por 48h e há audioguia no ônibus (li que há roteiro narrado em português). Tem ar condicionado, mas se desejar fotografar a cidade, o andar de cima é aberto. O percurso é feito somente fora das muralhas, mas o bilhete inclui uma visita guiada ao centro histórico. Para ver a rota, horário das paradas, preços e mais informações, acesse o site. Leia algumas opiniões sobre este city tour aqui.

hop on hop off cartagena  tour dicas
O ônibus vermelho (hop-on/hop-off).

City tour guiado com Segway: uma forma divertida de conhecer a cidade. Procure fazer o passeio cedo por conta do calor e trânsito menos intenso. Para preços e mais informações, clique aqui. Leia avaliações sobre o passeio aqui.

Passeio com charretes: geralmente os passeios duram cerca de 20 minutos e podem ser feitos a qualquer momento do dia. Logo depois de entrar da cidade amuralhada você já encontrará as charretes.

passeio charrete cartagena

Passeio de bicicleta: há várias locadoras de bicicleta em Cartagena. A melhor opção é fazer o passeio cedo devido ao trânsito e calor menos intensos. Algumas lojas oferecem tour guiado.

 ONDE COMER

Cartagena tem inúmeros restaurantes e bistrôs. Além dos pratos típicos, há um grande leque de opções gastronômicas, tantos que em alguns momentos você ficará indeciso. Tem culinária italiana, peruana, japonesa, cubana e por aí vai…

Nos próximos posts contarei sobre os locais que almoçamos e jantamos, mas se você quiser dar uma espiada na infinidade de restaurantes, clique aqui.

COMUNICAÇÃO

Cartagena recebe muitos turistas de todo o mundo, de certa forma eles estão acostumados a lidar com os visitantes. Notei que alguns estabelecimentos também falavam inglês, mas se você não é muito familiarizado com o espanhol e nem com o inglês, comece a afiar o “portunhol” que dá para se virar! rs

Algumas palavras/frases/expressões frequentes que você poderá ouvir:

–  ¡Buenas!: “oi!”, é um cumprimento informal

– ¡A la orden!: à disposição, por nada (resposta a um agradecimento)

– Chévere: expressão para genial; fantástico; muito bom

– Pagamento en efectivo: pagamento em dinheiro

– Plato fuerte: prato principal

– Postre: Sobremesa

– Listo: Ok; está bem

– ¡Qué pena!: expressão para “sinto muito”

SEGURANÇA

No centro histórico vimos bastante policiamento, principalmente à noite. Havia policiais tanto em frente à Torre del Reloj, quanto nas ruas da cidade amuralhada. Andamos tranquilamente por lá.

Fora do centro histórico passeamos por Bocagrande, que também foi sossegado, e um pouco por Getsemani. Como comentei anteriormente, este último bairro divide opiniões. Nós andamos pouco pelo bairro, mas nossa impressão inicial é que à noite seria melhor evitar caminhar pelas ruelas mais adentro. Algumas ruas são movimentadas, bonitas, coloridas e com muita arte de rua (há desenhos lindos nos muros), mas também há locais que transmitem certa insegurança, com construções abandonadas, enfim…

Neste site há algumas informações sobre cada bairro.

ROTEIRO!

Nos próximos posts contarei sobre nosso roteiro: o que visitamos, onde comemos, preços, curiosidades e mais detalhes deste lindo lugar… bora viajar conosco? 🙂

Anúncios

6 comentários

  1. Amiga, ó eu aki!!
    Nossa você sumiu mesmo!! Que saudade de vc!!
    E que viagem linda hein, com certeza acompanharei mais essa aventura de vocês.
    Tb tô pra montar um post sobre minha viagem, agora em maio, fui pra Jordânia, Egito e Israel, foi inesquecível.
    Então eu acompanho a sua, e vc se puder acompanha a minha rsrs
    Bjo
    renovandoacasasempre.blogspot.com.br

    Curtir

    • Oi amiga!! Que saudade!! Verdade, sumi, mas tô de volta!
      Ahh foi uma viagem mto linda mesmo, pra guardar na memória e coração.
      Olha que legal, voltou recentemente então! Sua viagem deve ter sido maravilhosa, hein?!
      Quero acompanhar sim, conta tudinho! rs
      Beijooo

      Curtir

  2. Parabéns pelo blog, fotos, relatos- Ameiiii!!! Muita coincidência, tb vamos nos hospedar no San Felipe em Cartagena, na volta de San Andres! Dezembro, partiu Colômbia!!!! Ahhh, se vc se lembrar qual câmbio vcs acharam melhor troca…às vezes a pessoa comparou e e pode dar a dica amiga rs! Ah, pleaseee qto saiu o taxi do aeroporto para o Hotel?? Vai ser exatamente o meu percurso rs!!! Vou con mi madre. Ahh, anotei a palleteria, vou com certeza! Estivemos na Riviera Maya em junho agora e não achamos uma palleteria, acredita?? Eqto no Brasil tem váriassss, a autêntica palleta mexicana é rara no México e para dizer que não comi, achamos um señor vendendo no ISOPOR saindo de umas ruínas em Tulum kkk e uma loja de locais bem no centro não turístico de Cozumel, e nenhum com recheio- invenção brasileña kkkk. Locais turísticos como Playa del Carmen e Cancun não tinha uma palleteria para contar história!!! Em Cartagena já até sei agora aonde vou tomar e qual sabor, fresa com uma herba não sei que lá kkk. As palletas mexicanas de frutas são frutas pura lá no México (que não vemos a hora de voltar!!!), tomei uma melancia no palito em Tulum rs!!!

    Curtir

    • Oi Kaká, muito obrigada!! Fiquei super feliz que gostou! Tentei postar o máximo de informações possíveis! 🙂
      Nossa, que delícia de fim de ano, hein?! Nós não conhecemos San Andres ainda, mas as fotos que vi são maravilhosas!
      Qto ao câmbio, antes de viajar li mtos comentários dizendo que o câmbio no aeroporto de Bogotá era melhor que na cidade amuralhada, mas não tivemos tempo de conferir.
      Trocamos um pouco no aeroporto de Cartagena (o suficiente para o táxi), mas nas casas de câmbio da cidade amuralhada estava melhor, mas não lembro o valor :(.
      O táxi até o hotel foi 10.000 COP (fomos em março deste ano). Nós pegamos os táxis credenciados. Após sair da área de desembarque, à sua esquerda há um guichê. É só passar à atendente o endereço do hotel e ela te informará o valor do trajeto. Que coincidência, ficarão no San Felipe tbm! 😀 O hotel é bem simples, mas pelo valor e localização, achamos que valeu muito à pena!
      Nossa, já tinha ouvido mesmo que é difícil encontrar as palletas no México, que coisa, não?! rs
      Que bom que vcs puderam experimentar, seria meio frustante voltar sem provar pelo menos uma, né?!
      kkkkk isso aí, aproveita as palletas lá em Cartagena, são uma delícia! Ah, os sucos tbm são maravilhosos!
      Uma ótima viagem para vocês, aproveitem muito!!! \o/

      Curtir

      • Oi querida!

        Obrigada pela resposta e desejo de boa viagem! Na volta posso dar as dicas de San Andres estão rs! Vamos passar natal lá (sou só eu e mami aih viajamos nessa epoca e tendo milhagem melhor ainda! Ano passado deu p/ ir as duas 0800 p Cusco/Machu Picchu. Tinha feito um blog mas apaguei…mas salvei td. Aih esse ano a milhagem nos destinou certinho p S.A e depois ano novo em Cartagena. So o trecho S.A/ Cartagena que tivemos q comprar, e o fiz em fev, aih agora a Copaair cancelou e estou ha duas semanas aguardando a realocação na Tam…tensão! Mas hj deram o prazo final e em nome de Jesus rs ha de sair…senão vou ter q entrar c uma liminar (ossos do ofício) o q c uns danos morais quem sabe já n garante a viagem do ano que vem hahahaha!!!
        Mas fora isso estou tranquila, animada mas pela 1x nem me preocupei em fazer os roteiros profissionais que sempre faço..vi uns lugares q quero conhecer e chegando lá vamos ver cada dia o que eh melhor…nada de batidão. Serão 4 dias inteiros la em Cartagena, tirando o dia de chegada e partida (5 noites), então acho que está sob controle.
        Mais uma vez obrigada pelas dicad, a do taxi farei ! Em Bogotá pernoitaremos e li sobre um cambio prox aos cajeros eletronicos do outro lado do desembarque q são melhores…mas tô achando melhor ñ trocar td e pagar os hoteis no credito msm…sei q eh pior mas sei la, eh mto dinheiro p carregar e peso colombiano assusta os mil da vida rs. Ao menos já reverte em milhagem kkkkk. Só se até lá o dollar surtar, se tacarem fogo em Brasilia, a economia interna enlouquecer kkk…bamos ver rs!

        Vc eh de SP né?
        Aproveito e desejo a vc e sua linda familia Boas Festas e que 2017 seja um bom ano para todos nós!!! Muitas viagens rs!!!

        Abraços fraternos

        Curtir

      • Olá Kaká!
        Opa, vou querer dicas de SA, sim!
        Caramba, Cusco e Machu Picchu na faixa é vida, hein?! 🙂
        Eita, tenso mesmo, mas espero que dê tudo certo com a realocação!
        Nossa, eu ainda não consegui fazer uma viagem sem meus roteiros… rs.
        Ah vai dar pra aproveitar legal Cartagena com 4 dias inteiros. E realmente, os mil de lá confundem mesmo. Como estávamos em bastante gente, teve um dia que precisei trocar e perguntei se dava pra melhorar o câmbio se trocasse um valor mais alto e a resposta foi positiva, valeu a pena.
        Mas vdd, pagar no crédito tem suas vantagens tbm, a não ser que aconteça tudo isso que vc comentou… kkkk (medooo).
        Sou de SP, sim!
        Muitíssimo obrigada, Boas Festas pra vcs tbm, de novo, aproveitem muiiito e um 2017 recheado de coisas boas!! Muitas viagens, por favor!! rsrs
        Abração!
        Angélica

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s