Templo Zu Lai

Passeio realizado em novembro/2015

Não faz muito tempo que tomei conhecimento do Templo Zu Lai, um templo chinês representante da Ordem Budista Fo Guang Shan, localizado em Cotia – SP.

As fotos que eu vi na internet me deixaram com muita vontade de conhecê-lo. Imaginei que meus pais e sogros também curtiriam o passeio, então lá fomos nós!

Saímos do ABC-SP em um domingo às 8h e chegamos cerca de 1h15 depois.

A visita ao templo, assim como o estacionamento, são gratuitos. Paramos o carro e dali já era possível notar o ambiente muito bem cuidado e tranquilo.

templo zu lai cotia estacionamento
Área de estacionamento – Templo Zu Lai
templo zu lai entrada
Este é Budai ou Hotei (denominações chinesa e japonesa, respectivamente), conhecido como “Buda sorridente” ou “Buda gordo” e que muitas vezes é confundido com o Buda Siddhartha Gautama.

Logo na entrada, nos surpreendemos com o jardim dos dezoito Arhats e o portal mais acima.

Os Arhats são monges que já alcançaram a iluminação, se libertando dos desejos, paixões e apegos às coisas do mundo. São extremamente respeitados por sua grande sabedoria, coragem e poderes sobrenaturais. Devido às suas habilidades em repelir o mal, são considerados guardiões dos templos. São posicionados na entrada e demonstram atenta vigilância e aparência de vencedores indomáveis.

templo zu lai jardim dezoito Arhats
Entrada do Templo com alguns dos dezoito Arhats.

arhats templo zu lai

templo zu lai arhats

templo zu lai cotia
Buda Siddhartha Gautama

templo zu lai cotia passeio

templo zu lai templo budista

Subimos a escadaria e nos deparamos com um jardim de lótus! As flores são lindas e delicadas e se sobressaem dentre as folhagens.

jardim lotus

jardim lotus templo zu lai

flor de lotus (4)

No pátio do templo havia um grupo de pessoas praticando Tai Chi Chuan, a milenar arte marcial chinesa.

A construção é belíssima!

templo zu lai

templo zu lai corredor

O Templo Zu Lai teve seu projeto arquitetônico inspirado nos palácios de uma dinastia da China medieval. A obra foi desenvolvida em conjunto por arquitetos chineses, taiwaneses, japoneses e brasileiros e foi concluída em outubro de 2003. Desde então, o templo se dedica a solidificar e nacionalizar os princípios do Budismo no Brasil.

templo zulai

templo zu lai passeio sao paulo sp

templo zu lai templo chines

Leões Fu, os leões guardiões chineses.
incensario templo
Incensário

Ao fundo do incensário é possível visualizar o altar principal. Nele está a grande estátua do Buda, feita de jade, proveniente de Mianmar (uma funcionária disse que poderia tirar foto somente até ali). Nas paredes ao lado da imagem de Buda, existem oito mil pequenos budas entalhados e pintados de branco.

templo chines sao paulo

templo zu lai cotia templo chines sao paulo

buda siddhartha gautama veneravel mestre  Hsing Yün
Buda Siddhartha Gautama e Venerável Mestre Hsing Yün, o fundador da Ordem Budista Fo Guang Shan.

templo budista cotia zu lai

O lugar é bem amplo. Caminhando ao redor do templo, encontra-se um bonito jardim e um lago, com carpas e tartarugas. Aos domingos, acontecem cerimônias às 10h, o que tornou o passeio ainda melhor. Não entendíamos o que estava sendo falado, mas era gostoso ouvir a recitação em chinês de mantras e sutras enquanto caminhávamos pelo jardim.

jardim lago templo zu lai

jardim templo zu lai cotia

lago templo zu lai

Fomos subindo pelo jardim até encontrar uma área com diversas estátuas.

templo zu lai estatuas imagens

templo zu lai jardim passeio fim de semana sao paulo sp

templo zu lai (2)
Detalhe para a suástica budista no peito da estátua.

Em muitos templos budistas pode-se encontrar a suástica budista, que nada tem relação com o símbolo nazista. Chamada na China de “Wan Zi” e no Japão de “Manji”, a suástica budista está diretamente associada à harmonia universal, ao Darma, ao equilíbrio dos opostos e, na sua origem, significava eternidade e boa sorte.

jardim templo zu lai

falso iris
Falso-íris

Depois de percorrer todo o jardim, fomos almoçar no restaurante vegetariano existente no local, o qual funciona somente aos sábados, domingos e feriados.

Há também uma cafeteria que vende yakissoba, lanches e salgados vegetarianos, doces, café, chá, sucos e água.

Não deixe de conhecer o pequeno museu, há informações sobre o budismo e belíssimas peças por lá.

E assim foi nosso dia no Templo Zu Lai! Gostamos muito de conhecê-lo!

Mais informações

Site: http://www.templozulai.org.br/

Endereço: Estrada Fernando Nobre, 1461. Acesso pelo Km 28,5 da Rodovia Raposo Tavares.

Entrada e estacionamento gratuitos.

Horários de Funcionamento:

De terça feira à sexta feira: das 12h às 17h.
Sábados, domingos e feriados: das 9h30 às 17h.
Segundas-feiras: Fechado (Mesmo se feriado).

Cerimônias dominicais: às 10h

Atente-se às regras de conduta.

Cafeteria:
De terça a sexta das 12h às 17h, sábados, domingos e feriados das 10h às 17h.

 Restaurante vegetariano:
Aberto somente aos sábados, domingos e feriados das 12h às 14h30. Na ocasião (nov/15), o valor por pessoa era R$28,00.

 

Um pouco mais sobre o lótus e curiosidades

A flor de lótus é uma planta aquática que vive em cursos de água lentos ou lagoas de água doce, muitas vezes lodosas, de coloração escura. Seus rizomas (parte do caule subterrâneo) ficam submersos no solo lamacento.

Uma característica curiosa dessa planta é que, como pode ser visto nas fotos, o caule emerge da água com seu botão e este desabrocha com o sol. À noite, as pétalas se fecham e a flor submerge aguardando o raiar do dia seguinte, para assim, refazer seu ciclo.

Outra curiosidade é que o lótus é a única flor que quando floresce já contém seus frutos (a vagem com sementes), um caso raro na natureza.

flor_de_lotus_
Flor de lótus com o fruto no centro.
semente flor de lotus
Vagem com sementes mais desenvolvida. As pétalas já tinham caído.

Tais características têm grande significado na cultura oriental. Você já reparou que Buda está sentado sobre uma flor de lótus?

A capacidade do lótus de ressurgir das águas escuras e lamacentas e florescer tão limpa e bela está associada ao crescimento espiritual, à pureza do coração e da mente e ao renascimento.

Culinária

Seus rizomas são comestíveis. No cultivo não são utilizados aditivos químicos.

renkon 2
Rizoma da flor de lótus, conhecida como renkon.

Normalmente, o renkon é cortado em rodelas e adicionado em tradicionais pratos da comida japonesa. Podem ser fritos, refogados, colocado em sopas, em bolinhos de carne, entre outros. Seu sabor é leve e a textura é semelhante ao broto de bambu.

renkon 3
Imagem via

 

Longevidade

No início dos anos 90, uma equipe de pesquisadores encontrou no leito de um lago no nordeste da China, uma semente de lótus de quase 1300 anos de idade que ainda estava com capacidade germinativa! (Clique aqui para informações de como germiná-la).

Ninfeias

As flores de lótus são muitas vezes confundidas com as ninfeias, pois as flores são parecidas. Aliás, há alguns relatos na internet sobre o “golpe da flor de lótus”, em que pessoas vendem as supostas flores de lótus, mas que na verdade são flores de ninfeia amarradas à aguapés! Clique aqui para ler.

ninfeia
Ninfeia

 

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s